entro no poema sem pedir licença sem medir limites – livre e sem pudor entro de cabeça entro inteiro dentrodesnudo e em espasmo mergulho me perco me afogo e me engasgo – susto transe surto quase sofrimento quase-quase orgasmosaio do poema como quem renasce tonto e muito louco – quase sangro sempre quase sempre gozo y sempre morro um pouco

cairo trindade

Trend Topics(tags)

adorno agua alien alma amigo amizade amor ano anonimo aristoteles bom buda cabo casamento cerveja cinema clarice lispector cola democracia deus dinheiro dor dormir drama drogas educacao energia esp espirito esporte felicidade filhos friedrich nietzsche gandhi guerra hebbel homem humanidade ir isabel allende jornalista liberdade lula mae marques marques de marica melhorar mentira mesa morte mulher mulheres mundo nada nunca padre antonio vieira palavras papel pensamento pizza politica politicos professor prov proverbio proverbio alemao proverbio portugues relogio saco seguranca semana shaw sociedade sol teatro trabalhar trabalho verdade vida xuxa